Revolução Russa e a Makhnovtchina

bandeira-do-exc3a9rcito-revolucionc3a1rio-insurgente-da-ucrc3a2nia-com-o-lema-morte-a-todos-os-que-estc3a3o-no-caminho-da-liberdade-para-as-pessoas-que-trabalham

“Morte a todos aqueles que se interpõe no caminho de obter a liberdade do povo trabalhador.” Exército Insurgente Makhnovista, 1917.

 

Texto apresentado na I Feira Anarquista da Zona Oeste – RJ

 

Makhnovtchina

            A Makhnovtchina foi um movimento revolucionário de massas que visava estabelecer a liberdade e o bem estar social e econômico da população. O movimento tinha sua base nas massas e era composto por camponeses e tinha como objetivo do exercito negro a defesa da revolução e suas conquistas.

Tinham diversas criticas à Revolução russa, que segundo eles, não serviam aos interesses dos trabalhadores, já que não era um movimento de base, mas sim conduzido por uma direção intelectual política. Para os makhnovistas essa direção além da opressão e exploração, exerciam influencia e dominação sobre a classe trabalhadora e dessa oposição ao Estado e seus líderes, surge o movimento insurreecional e assim se constrói a revolução ucraniana. Defendiam que a makhnovtchina não era apenas uma rebelião, mas um movimento consciente e politicamente claro das massas trabalhadoras.

O diferencial da revolução ucraniana é que sua base é essencialmente camponesa, diferentemente da revolução russa e tinha nos camponeses a força para construir e defender a revolução social, porém, acreditavam que a união com o proletariado era necessária para a vitória da classe trabalhadora como um todo.

Era um movimento com princípios anarquistas como a negação do capitalismo e do Estado. “com os oprimidos e contra os opressores – sempre!”

Soviets livres

Na tentativa de conter as primeiras tentativas de revolução, o czar perseguiu, reprimiu e prendeu os revolucionários, dentre eles, Nestor Makhno é preso em 1908 com 19 anos suspeito de ter matado um comissário de polícia e foi primeiramente condenado à morte, mas por ser jovem, foi condenado à prisão perpétua. Em 1917 com a revolução com o fim do czarismo e com o governo provisório, revolucionários são soltos e dentre eles Makhno que retorna a sua cidade de Gualiai-Pole e junto com outros anarquistas, funda comunas agrícolas e associações operárias.

Com a tomada do poder pelos bolcheviques, os trabalhadores da cidade e do campo, vêem seus anseios revolucionários e o poder do trabalhador, se tornando apenas o poder do partido que anula as conquistas dos trabalhadores, dando todo poder ao Estado e consequentemente ao partido.

A traição

Além da traição dos bolcheviques contra os trabalhadores, os ucranianos tinham outro problema: A ocupação do exército Austro-Alemão. Com isso é tomada uma grande luta pela libertação nacional e com isso, o exército negro teve uma grande adesão popular. Após serem atacados intensamente pelo exército negro, o exército Austro-Alemão abandona o território ucraniano.

Porém a luta do povo ucraniano não terminou, já que tropas reacionárias do exercito branco e os nacionalistas ucranianos, defendendo a volta do czarismo, tentam tomar o país. Por conta da escassez de armas e munições, Makhno faz uma aliança com o exército vermelho. O principal interesse dos brancos que eram apoiados pelos ingleses, era que a Ucrânia barrava a entrada para moscou, sendo assim impedindo a derrota da revolução russa como um todo.

Contrários à autonomia do povo ucraniano que continuava a realizar os congressos dos soviets livres, os bolcheviques com Trotski no comando do exercito vermelho, sabotam os abastecimentos de munições e armas do exército negro e em seguida os declarando bandidos. O exército negro sem escolha, se retira até a Ucrânia oriental, tendo combates contra os brancos de um lado e contra os vermelhos de outro.

Em setembro de 1917 sem a barreira do exército negro, os brancos derrotam o exército vermelho e avançou até 200 Km de Moscou, tendo Lênin inclusive tido que se refugiar na Finlândia, porém seu avanço foi interrompido, pois o exército negro atacou e aniquilou sua retaguarda e assim o exército vermelho conseguiu se recompor e o exército branco começou a se retirar.

 A Ucrânia volta ao controle do exército negro até que uma epidemia os atinge e dizima fileiras do exército. Aproveitando isso, o exército vermelho avança sobre a Ucrânia tomando o poder do país e perseguindo os makhnovistas que se organizam e derrotam os vermelhos batalha após batalha.

No mesmo período, os brancos se reorganizam e avançam para a Ucrânia oriental causando nos vermelhos graves derrotas. Os vermelhos pedem apoio a Makhno o convidando para o exército vermelho que recusou, porém uma aliança entre os negros e os vermelhos ocorrem, que derrotam os reacionários brancos.

O congresso dos camponeses ucranianos é considerado ilegal e todos seus participantes considerados contra-revolucionários. Uma operação militar é organizada pelos vermelhos para cercar e aniquilar os negros que são metralhados em uma faixa entre a montanha e o mar. Apesar das enormes perdas se inicia uma guerra civil para defender a revolução ucraniana, porém Makhno que foi gravemente ferido se vê obrigado a se exilar. O revolucionário ucraniano morre de tuberculose em 1934 com 45 anos na França, local onde outros exilados escreveu um documento de grande importância para os anarquistas: A plataforma organizacional dos comunistas libertários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s